Desconto no IPI para carros fica menor

| 0 comentários

O desconto no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros, que terminaria na última segunda-feira (31) e foi prorrogado por mais 6 meses, vai diminuir aos poucos até a alíquota normal ser retomada, em julho. A partir desta terça (1º), o desconto já está menor.

vida longa ao IPI

De janeiro a março, para carros com motor 1.0, o IPI, que estava zerado, passa a ser de 2%, e sobe para 3,5% em abril. Em julho, volta à alíquota normal, de 7%. Para carros com motor 1.0 a 2.0 flex, o IPI estava em 5,5%, com o desconto. Entre janeiro e março, o imposto será de 7%; de abril a junho, aumenta para 9%. E em julho retoma a alíquota normal, de 11%.

Para carros com essa faixa de motorização, porém movidos apenas a gasolina, o IPI, que estava em 6,5%, passa para 8%. Em abril, já será de 10%. E retomará a alíquota normal, de 13%, em julho.

No último dia 19, quando o governo federal anunciou que o desconto seria retirado gradualmente, o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvini Belini, afirmou que haveria “impacto nos preços a partir de janeiro”.

Em 2012, o governo decidiu dar desconto no IPI em maio, devido à alta nos estoques de carros nos pátios das montadoras e nas lojas. As vendas nos primeiros meses do ano estavam desacelerando em relação ao mesmo período de 2011. Como resultado do benefício, o mês de agosto passado foi o melhor para vendas de veículos em todos os tempos.

O IPI menor foi prorrogado 4 vezes, primeiro até aquele mês de agosto, depois até outubro, numa terceira vez até dezembro e, mais recentemente, até julho deste ano. Sempre perto do fim dos prazos, as vendas tendiam a subir, enquanto nos meses intermediários chegou a ser registrada queda.

O balanço de emplacamentos de 2012 será divulgado na próxima quinta (3) pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Em outubro, a entidade reviu para baixo a projeção de vendas para o ano. É esperado que as vendas sejam 4,8% maiores que em 2011 -a previsão anterior era de uma alta de 8,05%. Assim, o país deve fechar o ano com 3,5 milhões de carros emplacados.

 

Para ler mais notícias, clique em www.blogdasga.com.br. Informações sobre a SGA visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.