Parabéns Rio de Janeiro pelos seus 448 anos

| 0 comentários

parabéns Rio de Janeiro

Hoje a “Cidade Maravilhosa” está completando 448 anos de idade. Por isso, vamos homenagear o Rio de Janeiro com música, pois nada melhor do que exaltar a beleza da cidade com as canções dos grandes compositores.

Existem músicas que exaltam a cidade, “de sol, de céu, de mar”; as que falam sobre a sensualidade dos “corpos malhados e sorrisos talhados”; e as que lembram o contraste do asfalto com o morro, onde tem “funk rolando até de manhã”. Então vamos à lista.

“Cidade Maravilhosa” (André Filho e Aurora Miranda)

É uma marchinha composta por André Filho e arranjada por Silva Sobreira para o Carnaval de 1935. Esse adjetivo para a cidade do Rio de Janeiro foi dado pelo escritor maranhense Coelho Neto como uma homenagem às suas belezas naturais.

“Rio 40º” (Fernanda Abreu)

Composta por Fausto Fawcett, Carlos Laufer e Fernanda Abreu, a música foi gravada pela cantora no disco “Sla 2 be sample”, de 1992. A canção, no ritmo do chamado “batidão” do funk carioca, se tornou uma espécie de hino moderno da cidade, fazendo referência às altas temperaturas registradas no Rio. Na música, o Rio é chamado de “cidade maravilha, purgatório da beleza e do caos”.

“Garota de Ipanema” (Vinicius de Moraes e Tom Jobim)

Composta em 1962, a canção, segundo a editora do grupo Universal, é a segunda mais executada no mundo, ficando atrás apenas de “Yesterday”, dos Beatles. “Garota de Ipanema” se tornou uma das referências internacionais, quando se fala do Rio. Em 2012, a música, inspirada em Helô Pinheiro, completou 50 anos, mas continua na moda. No ano passado, foi executada na série “Mad Men” e em campanhas publicitárias nos Estados Unidos. A canção está ainda em uma das cenas de “Duro de Matar – Um bom dia para morrer”, que estreou em fevereiro nas telas de cinema brasileiras.

“Solteiro no Rio de Janeiro” (Toni Garrido)

A balada foi lançada em 1998, integrando a trilha sonora do filme “Como ser solteiro”, uma comedida dirigida por Rosane Svartman. A música reforça a fama dos cariocas de solteiros e destaca clima de “azaração” na cidade.


“Ela é Carioca” (Tom Jobim)

Mais um de seus clássicos em parceira com Tom Jobim, teve até uma paródia “A Barra é carioca” interpretada pelo grupo vocal Os Cariocas em 1998, em uma campanha da Prefeitura do Rio contra a emancipação da Barra da Tijuca, mas que acabou não acontecendo mesmo.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.