Projeto da Toyota é finalista no Finep 2012

| 0 comentários

O Projeto Arte de Fazer e Reciclar, do Instituto Arara Azul, que é apoiado pela Fundação Toyota do Brasil é um dos concorrentes ao Prêmio Finep 2012. Com o objetivo de implantar um sistema de coleta seletiva na cidade de Aquidauana, a iniciativa também agrega um caráter educacional com palestras em escolas, panfletagem de casa em casa e até a realização de evento para debater temas sobre o meio ambiente com a comunidade aquidauanense.

“Nosso principal objetivo é estar ao lado de projetos socioambientais que sejam efetivos e estimular atitudes sustentáveis, proporcionando a cada cidadão a oportunidade de desenvolver a consciência de seu papel como agente de transformação nas comunidades”, comenta Ricardo Bastos, diretor presidente da Fundação Toyota do Brasil.

A iniciativa do Instituto Arara Azul, criada em 2006 e coordenada por Neliane G. Corrêa, é um instrumento para envolver as comunidades urbanas nas questões de preservação ambiental. Desde o inicio, cerca de 600 pessoas já participaram do projeto, nas oficinas de artesanato com aproveitamento de resíduos e, atualmente, as coletas giram em torno de 4 a 5 toneladas por mês de materiais recicláveis que passaram a gerar renda para as famílias dos catadores, além de evitar a ida desses materiais para o aterro sanitário do município. Também foram criados três núcleos para o aproveitamento dos materiais recicláveis: núcleo de artesãos, que produz artesanatos com resíduos de couro, como bolsas, cintos e carteiras; núcleo de produção de sabão artesanal líquido e em barra a partir do óleo de cozinha usado; e o núcleo de produção de pufe de garrafas pet.

O Prêmio FINEP reconhece e divulga esforços e projetos de inovação desenvolvidos no País ou no exterior, já tendo premiado mais 500 empresas, instituições e pessoas físicas, possibilitando a projeção internacional das atividades.

 Projeto Arara Azul

O Projeto Arara Azul foi a primeira ação patrocinada pela Fundação Toyota do Brasil no Pantanal Sul Mato-Grossense. A ação recebe o apoio da instituição desde 2009, embora já conte com a ajuda da Toyota desde a sua criação, em 1990.

No total, são monitoradas aproximadamente 3 mil aves, que vivem em 364 ninhos espalhados por 47 fazendas pantaneiras. O apoio logístico para o monitoramento dos ninhos do projeto é feito com picapes Hilux, com tração 4X4, que permitem a locomoção da equipe de biólogos entre as regiões de preservação, onde as estradas são, em sua maioria, não pavimentadas.

 Fundação Toyota do Brasil

Criada em abril de 2009, a Fundação Toyota do Brasil tem suas atividades focadas na preservação ambiental e formação de cidadãos. Além das novas iniciativas surgidas com a sua criação, a Fundação Toyota do Brasil também unificou e ampliou todas as ações de responsabilidade social já em andamento, que estavam sob a responsabilidade da montadora, Toyota do Brasil.

A Fundação Toyota do Brasil agrega ainda as ações sociais implantadas e mantidas nas comunidades onde a montadora possui unidades, em Indaiatuba (SP), Guaíba (RS), Sorocaba (SP) e São Bernardo do Campo (SP). Estas iniciativas compreendem as áreas de educação, meio ambiente e cultura, e contam com o apoio dos colaboradores da empresa como voluntários.

 

Para ler mais notícias, clique em www.blogdasga.com.br. Informações sobre a SGA visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.