Toyota desenvolve baterias de até 1.000 km de autonomia

| 0 comentários

A Toyota é uma das fabricantes que mais investem no desenvolvimento de tecnologias para veículos híbridos e elétricos. A marca japonesa já tem posição importante no mercado dos veículos de propulsão híbrida e pretende se aprofundar entre os que usam somente eletricidade. Tido como solução para o problema das altas emissões de carbono, o mercado dos carros eletrificados esbarra em um grave problema: a baixíssima autonomia das baterias.

O departamento de desenvolvimento da Toyota trabalha para suprir a necessidade de autonomia e pode revelar em breve um novo sistema com autonomia de pelo menos 500 km – número já garantido pelos novos produtos. A fabricante, no entanto, espera elevar para 1.000 km a capacidade. Além da maior autonomia, as novas baterias terão outra vantagem: o menor custo, devido à produção com materiais mais baratos.

Logicamente a marca não revela a “fórmula”, mas divulgou que o produto é resultado da criação de células de 5×5 cm, 90% menores que as de lítio. Outro fator é composição, feita por materiais como o sódio, encontrado em maior quantidade e com mais facilidade, possibilitando abaixar o preço. A tecnologia deve estar disponível apenas para a terceira geração de baterias, em torno de 2019. Antes disso, em dois anos, chegarão as de segunda geração, com autonomia anunciada de 250 km.

 

Para ler mais notícias, clique em www.blogdasga.com.br. Informações sobre a SGA visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.